5 Razões Pelo Qual Pessoas Se Afastam da Igreja | Intérprete Nefita
Logo

5 Razões Pelo Qual Pessoas Se Afastam da Igreja

5 Razões Pelo Qual Pessoas Se Afastam da Igreja

Cristo ensinou que o caminho que conduz a vida eterna é "estreito e apertado". Eu e você provavelmente conhecemos pessoas que por motivos diversos não permaneceram nele e por vezes nos sentimos incapazes de ajudá-los no caminho de volta.

Aparentemente, o problema que faz muitos desistir está relacionado a uma ou todas as razões listadas abaixo:

1. Ofensa

Sem dúvida alguma, entre todas as razões pelo qual pessoas se afastam da Igreja, a mais comum é normalmente sentir-se ofendido. Algumas pessoas abandonam o Evangelho por não serem cumprimentadas na Igreja, algumas por não receberem visitas de líderes, enquanto outras por algum desentendimento com algum membro. Os motivos são variados, porém o real motivo é normalmente o mesmo, Orgulho. 

O principal problema daqueles que abandonam seus convênios por se sentirem ofendidos é a falsa ideia de que estão justificados com Deus por sua escolha de partir. Tal pensamento é absolutamente enganoso e de certa forma egoísta. 

O Elder David A. Bednar sobre isso declarou:

"Deixem-me ver se compreendi o que aconteceu com vocês. Porque alguém na Igreja os ofendeu, vocês deixaram de ser abençoados pela ordenança do sacramento. Renunciaram à companhia constante do Espírito Santo. Porque alguém na Igreja os ofendeu, afastaram-se das ordenanças do sacerdócio e do templo sagrado. Abriram mão da oportunidade de servir ao próximo e de aprender e crescer. E agora estão erguendo barreiras que impedirão o progresso espiritual dos seus filhos, dos filhos dos seus filhos e das gerações seguintes? Ofender-nos é uma escolha que fazemos; não é uma condição infligida ou imposta a nós por alguém ou algo."[1]

Com tal perspectiva em mente, é incompreensível e inaceitável que alguém em sã consciência decida abrir mão de tantas bençãos temporais e eternas por um desentendimento com outro membro. Deixemos o orgulho de lado e busquemos o perdão divino e a força necessária para "perdoar aqueles que nos tem ofendido". 

Quão triste e desesperador será descobrir no fim de sua vida que sua decisão privou bençãos a você, seus filhos, amigos e irmãos na Igreja, tudo por causa de um desentendimento e sua decisão de sentir-se ofendido.

2. Pecado

Por mais difícil que seja admitir, pecado é frequentemente a razão por trás das "razões" para aqueles que deixam a Igreja. Pecado afasta o Espírito Santos e produz culpa. Culpa por sua vez é para o Espírito e mente, o que a dor é para nosso corpo. 

Todos pecamos e precisamos de constante arependimento e mudança de atitudes e hábitos a fim de nos assemelharmos mais a Cristo. O problema é que arrependimento exige um sacrifício que frequentemente o pecador não deseja fazer. Ao invés de pedir ajuda a seu líder, nesse caso, o pecador prefere omitir, e nesse ponto a culpa novamente entra em cena, criando o sentimento de incapacidade de ser fiel. 

Muitos em tal posição acham mais fácil encontrar um modo de vida onde o pecado seja aceitável ao invés de buscar ajuda, pois afinal, "se não há Igreja não há convênios, se não há convênios não há mandamentos, se não há mandamentos não há pecado". Tal lógica pode ser comparada à crianças, que acreditam que ninguém pode vê-las quando fecham os olhos. Na vida real, fechar os olhos para os problemas não os fazem desaparecer. 

3. É muito difícil

Ir a Igreja por três horas? Servir em um chamado? Servir missão? Relações sexuais somente após o casamento? Guardar a palavra de sabedoria, Dia do Senhor e dízimo? A perspectiva de que ser um membro fiel da Igreja é difícil demais, por vezes desmotiva membros e pesquisadores.

Joseph Smith sobre isso declarou: "Uma religião que não requer o sacrifício de todas as coisas jamais terá o poder suficiente para produzir a fé necessária para a vida e salvação."[2]

A verdade exige sacrifícios, mas a verdade compensa qualquer sacrifício. Membros que de maneira determinada se comprometem a guardar os convênios, muito cedo passam a ver sacrifícios como investimentos e compreendem que a benção recebida supera em muito o preço pago.

4. Não compreender a doutrina

De certa forma, raramente um membro que compreende a doutrina de Cristo decide em sã consciência abandoná-la. Simplesmente não faz sentido, pois a compreensão do Evangelho trás a resposta para as dúvidas de nossa alma e força para seguir em frente. 

A Igreja é formada em grande parte por pessoas comuns que não possuem formação currícular em teologia ou técnicas de ensino, mas que possuem um testemunho e o desejo de compartilhá-lo. O Apóstolo Paulo categorizou os ensinamentos do Evangelho como "leite" (princípios básicos) e "carne" (entendimento mais profundo). Ao tentar digerir a "carne" do Evangelho antes de compreender e viver os princípios do "leite", é natural que alguns membros se sintam confusos e não sejam edificados. [3]

O entendimento do Evangelho é um processo lento e gradual que exige dedicação pessoal, "pelo estudo e também pela fé" (D&C 88:118). Ao buscar diligentemente, o Senhor o abençoará com conhecimento e sabedoria, tornando fraqueza em força e dúvidas em convicções. 

5. Literatura Antimórmon

Vivemos em uma época onde praticamente toda informação sobre qualquer assunto está a apenas um clique de distância, e com essa facilidade, literaturas com ataques furiosos a Igreja são cada vez mais comum. A propaganda antimórmon normalmente tenta produzir o ar de informação bombástica, fazendo o leitor falsamente concluir que a Igreja tem omitido informação ou fatos.

Naturalmente, a primeira coisa a se compreender é que o simples fato de algo ser escrito, impresso ou até mesmo publicado, não significa que é verdade. Na época de Cristo, muito se falava contra ele, a ponto de gerar dúvidas em muitos de seus seguidores mais leais. Nós porém não damos credibilidade a tais ataques, pois sabemos que estes foram feitos por seus inimigos.

Da mesma forma, muito, senão tudo o que se questiona sobre a Igreja parte de pessoas que não possuem uma base neutra. Ao se deparar com algum tipo de literatura antimórmon, antes de abandonar a Igreja e presumir que tudo é falso, procure obter uma visão do que o Evangelho restaurado ensina a respeito. 

Ninguém joga um quebra-cabeça inteiro no lixo ao encontrar uma peça que aparentemente não se encaixa. Nesse caso, esperamos até que outras peças se encaixem, revelando em que local a peça guardada se encaixa. Similarmente, jamais abandone seus convênios e promessas por causa de uma questão não compreendida no momento. Guarde a "peça" e tenha paciência para o momento em que encontrará o lugar para encaixá-la.

Siga a Tua Rota

Eu amo ser membro da Igreja restaurada de Jesus Cristo e nada me trás mais felicidade do que o Evangelho em minha vida. Eu já me senti ofendido algumas vezes, eu peco, já tive minha fé questionada por literatura antimórmon, não compreendo todos os ensinamentos de Deus e as vezes sinto que o caminho é difícil, mas a certeza que eu tenho é o combustível que me faz prosseguir e ir a Igreja um Domingo mais.
_____________________________________________________________________________
Para uma análise mais detalhada sobre as razões que levam membros a deixarem a Igreja e como se fortalecer, clique aqui

Clique no link abaixo e curta a página oficial do Intérprete Nefita no Facebook:

Facebook Intérprete Nefita

Fontes:

[1] E para Eles Não Há Tropeço, Elder Bednar, General Conference, Outubro 2006
[2] Joseph Smith, Lectures on Faith 6:7
[3] 1 Coríntios 3.1-2; Hebreus 5.12;6.1

Escrito por: Luiz Botelho em 14/11/2014




DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:Email:

Comentário:


COMENTÁRIOS

Karoline fernanda marinho em 04/08/2015

EU tenho 3 anos como membro, e assim que obtive o testemunho de algumas coisas da Igreja (sim, algumas pq eu apenas sentia um espírito bom, agradável) me batizei, as pessoas da minha ala me tratavam super bem até pq na ORM é uma maravilha!! Mas eu comecei a me afastar dos principios, ia pra festa e bebia bebida alcoólica, até cheguei um ponto em dizer que Deus não existia, enfim não aproveitei minha Juventude para servir ao Salvador, e o pior meu testemunho estava muito fraco. Me arrependi e Eu voltei recentemente mas ainda me assusto com os artigos anti-mórmons e algumas coisas que a própria igreja nos revela mas um pouco escondido, como por exemplo, Joseph SMITH ser marçon, nada a contra mas eu tinha ele como alguém que não precisava se associar a nenhuma outra força para crescer pq Deus é o grande Onipotente, e outras coisas que sem q a Igreja não gosta de comentar e divulgar aos membros, e ALGUNS convênios eu ainda não entendo e acho estranho, mas eu quero ter um testemunho mais firme, mas parece que não consigo, talvez minha mente esteja firmada em doutrinas passadas, mas eu realmente amo este Evangelho e não gostaria de deixa-lo, outro coisa que acho estranho e um pouco errada é q as moças se casam muito cedo, e há um certo machismo na Igreja.


Luiz Botelho

Olá Karoline,

Fico feliz que tenha retornado à Igreja, apesar dos desafios que ainda vivencia. Estou respondendo sua mensagem individualmente por email.

Abraço!

MARIO ROBERTO SILVA em 26/06/2015

EU JA TIVE ESTE TIPO DE POBLEMA MAS HOJE JA NÃO TENHO MAIS PORQUE ME ARREPENDI DE TODAS AS COISAS RUIM QUE FIZ EM MINHA VIDA ...HOJE SOU GRATO POR ESTE EVANGELHO MARAVILHOSO ENCONTREI UMA ESPOSA MARAVILHOSA QUE ME APOIA EM TODAS AS COISAS DENTRO DO EVANGELHO ESTAMOS NOS PREPARANDO PARA SER SELADO NO TEMPLO ....AMO TODOS DA MINHA ALA E AMO A JESUS CRISTO E NOSSO PAI CELESTIAL .....TEM UMA ESCRITURA QUE ME MARCOU MUITO É MOSIAS-4;10. QUE FALA SOBRE ARREPENDIMENTO ..E FALA ....E NOVAMENTE ACREDITAI QUE VOS- DEVEIS ARREPENDER DE VOSSOS- PECADOS E ABANDONÁ- LOS E HUMILHAR-VOS DIANTE DE DEUS E PEDIR COM SINCERIDADE DE CORAÇAÕ QUE ELE VOS PERDOE E AGORA SE ACREDITAIS EM TODAS ESTAS COISAS PROCURAI FAZE-LAS ......

Sirlei Prado em 26/06/2015

O fato é que temos que sermos fiéis aos convênios que fizemos que foi com o Senhor, eu procuro focar nisso, as pessoas têm suas fraquezas como eu!A mim resta perdoa-las sempre!

Tamires em 23/06/2015

Sei que pode ser orgulho, mas para mim tem sido difícil voltar mesmo tendo o testemunho do evangelho, não me sinto na igreja como me sentia antes não e sei o porque.Eu me afastei por desentendimento e a pessoa mesmo errada não se arrependeu, no entanto a perdoei mas não acho justo ela ter chamado na ORM sendo que continua a ter atitudes desapropriadas a moças, na época em que me afastei muitas outras moças também se afastaram pelo mesmo motivo. Então mesmo não sendo a igreja o problema (pois tenho testemunho do evangelho e sei que ele é perfeito) não consigo sentir me bem e alegre em ir para a ala.


Luiz Botelho

Olá Tamires,

Sinto muito que tenha vivenciado uma situação tão chata. Respondi sua mensagem diretamente por email compartilhando minha perspectiva sobre sua mensagem.

Abraço!

valdelir venancio em 23/06/2015

Ando numa crise de desconforto total em tudo que acreditei em 25 anos de membro da Igreja. Se contar as decepções que tive (ainda nesse mês estou pagando contas de um membro em que confiei), sem contar coisas piores que não vou comentar. Não estou conseguindo superar, pelo menos por enquanto. Não me sinto acima do bem e do mal, mas sempre que pude e posso ajudo as pessoas, mas o retorno inesperado para o lado ruim. No momento estou preferindo o afastamento.


Luiz Botelho

Olá Valdelir,

Sinto muito pelo desafio que está vivenciando. Estou respondendo individualmente sua mensagem por email.

Abraço!

Paulino em 22/06/2015

Ótimo texto Botelho, tenho me deparado com muitas destas situações ao visitar inativos.

Divino carlos de jesus em 21/06/2015

Eu ja passei por estas situaçoes, meu testemunho me diz que a igreja e verdadeira, e que vamos ser provados, se nossa fe e inabalavel, estas questoes nao vao nos tirar da rota, o caminho e estreito, mas a recompensa e muito grande!!

Claudia em 21/06/2015

E a mais pura verdade E a mais pura verdade

Vilson Arndt em 02/05/2015

Já tive oportunidade de ler literatura antimórmon. Confesso que fiquei preocupado, não que desacreditasse da verdade, mas a convicção de quem escreveu é preocupante. Quanto aos quatro passos anteriores sempre somam para nosso aprendizado e esclarecimento. Sou grato ao nosso Deus e Pai Eterno por Ele, através do Espirito, fazer-me Sentir e saber por mim mesmo que essas coisas referentes ao Evangelio e Sua Igreja são verdeiras .

Elle em 09/02/2015

Tenho que concordar com o que a Ane falou. Vai chegando uma certa hora que a gente cansa de certas coisas e começa a pensar se é aquilo que quer. Lembrando que não é porque a pessoa está afastada que vive uma vida de pecado completo. Muitos continuam vivendo uma vida digna porque essa é a natureza e os princípios dela. A coisa mais triste que acontece é ir para a Igreja e ser apontada, virar alvo de maledicências etc etc etc. Acho que para o homem é complicado de entender certas situações que a mulher passa, obviamente. Sinceramente, homem não casa se não quiser! Pode ser a pessoa mais esquisita do mundo, de mais difícil convivência, enfim, pode ser um cara insuportável, mas sempre vai haver uma mulher para ele mas e pra mulher? A verdade é: com 25 anos já está velha! E nós queremos desesperadamente ser esposas e mães mas não tem um bom homem pra gente porque já estamos \"velhas\". Acontece que vamos esperando, esperando e vendo a idade chegar, as possibilidades de engravidar cada vez mais distantes! Comigo aconteceu isso. E tenho várias amigas que esperaram e hoje estão com depressão e outras formas de distúrbios psicológicos porque a pressão é muito muito grande. Acho que isso é muito difícil de entender para alguns. Poderíamos tentar compreender as pessoas, ter mais empatia, mais respeito com a natureza humana, não simplesmente julgá-las e dizer que é esse motivo ou aquele e ponto final. Os homens casados enaltecem tanto suas esposas mas desmerecem por completo as solteiras. Veja bem: lá fora eu sou uma ótima amiga, filha, irmã; estudo muito, trabalho muito também, tenho várias qualidades, sou aplicada na vida, busco o crescimento e enfim, sou reconhecida por isso e mesmo se não fizesse nada da vida, eu ainda teria meu valor reconhecido. Na Igreja, nada disso importa, afinal você é solteira e isso define tudo o que você é ou pode oferecer. Um exemplo é que nas reuniões da Sociedade de Socorro somos excluídas por sermos solteiras e quando a aula é sobre casamento a gente é induzida a ser manter calada, afinal de contas eu não sei o que é ser casada. Mas será que em nada eu posso ajudar em alguma coisa? Tenho uma amiga que é Psicóloga e uma vez, numa aula sobre conflitos familiares, ela deu sua opinião sobre o que poderia ser feito e a presidente da Sociedade de Socorro falou: \"Pena que você não é casada e não sabe das coisas.\" Foi um comentário extremamente nocivo. Será que essa minha amiga, com toda sua experiência de profissão e de vida, não poderia ajudar? Ela só serve quando precisam dela e não \"querem\" (podem) pagar uma Psicóloga, afinal é uma caridade e a caridade nunca falha? Ela atende várias, VÁRIAS pessoas da Igreja gratuitamente e de maneira totalmente abnegada, inclusive a filha dessa Presidente. Nem os custos dela ela cobra, como aluguel da sala e etc. E vão me falar o que agora? Não tem porque uma resposta dessas! E coisas do tipo já aconteceram comigo como Contadora, com minha amiga Nutricionista, com a Professora (que dá aulas particulares de reforço para as crianças da Primária gratuitamente), com a Assistente Social e a Enfermeira! A gente só serve quando é pra serviço voluntário! Tirou isso, nosso valor é 0! E é isso que enfrentamos todos os dias! Todo santo dia é um martírio emocional! Entre o branco puríssimo e o preto retinto existem milhares de tons e é aí que estamos falhando, meus queridos. Estamos vendo as coisas muito singularmente, com viseiras de cavalo, não todo o contexto. Porque não escrever um artigo sobre como tratar as solteiras? Precisamos disso urgentemente!


Luiz Botelho

Olá Elle,

Obrigado por seu comentário. Irei responder individualmente por email.

Grande abraço

RODRIGO TEBATINI em 06/02/2015

Olá Luiz Botelho, realmente que benção ter homens assim como você que se preocupam em estudar e ensinar o Evangelho restaurado. A matéria realmente é muito boa e esclarecedora, mas fiquei um tanto triste ao ler os comentários das pessoas que ainda não compreendem a importância de viver o evangelho. Uma das coisas que aprendi é \"Quem tem um testemunho de Tal mandamento é aquele que vive o mandamento\". Já li vários artigos seus, eu imprimo todos e os leio no trem,rsss...Eles me ajudam a esclarecer muitas duvidas em pontos de doutrina!!!.... Mais uma vez PARABÉNS ... por favor continue fazendo isso, está fazendo bem as pessoas , está fazendo bem a mim.!


Luiz Botelho

Olá Rodrigo,

Fico feliz em saber que os artigos o tem ajudado. Concordo com o que disse sobre testemunho e mandamento. Precisamos parar de buscar justificativas e começar a buscar ajuda... buscar a Cristo. Continue acompanhando. Seus comentários e opiniões são sempre bem vindos. Abraço!

EVELIN TACIANA DO CARMO em 05/02/2015

Eu me batizei ha 13 anos e durante 5 anos fiquei afastada da Igreja, por achar mais fácil viver no mundo. E foi um grande engano... Depois que minha filha nasceu comecei a ser visitada por algumas irmas muito amorosas. E elas me ajudaram a voltar para a Igreja. Já fazem 2 anos que estou frequentando as reuniões aos domingos e estudando diariamente as escrituras. Como ainda não me casei, não posso tomar sacramento e frequentar o templo. Sinto uma dor muito profunda em meu coração. Mas tudo tem seu tempo e o senhor esta tocando o meu companheiro e iremos nos casar em julho depois de 7 anos juntos. Muitas pessoas me olham e vejo comentarem sobre mim, como se fosse alguém inferior. Mas eu não ligo!!! Sei que o Senhor me ama e quer que eu seja feliz vivendo a sua lei. Não é nada fácil, pois quem já esteve na luz sabe o quanto é ruim se sentir em pecado. Contudo eu tenho fé que logo estarei digna de receber suas bençãos.

Ana Maria Gobbo em 05/02/2015

Incrível, antes de conhecer a Igreja, tinha os piores pensamentos sobre ela, e ver meu filho se batizar nela foi bem sofrido... recebia os missionários mas não fazia o que me pediam, de orar e perguntar ao Senhor... até o dia que chorando perguntei... Foi tão grande a emoção que senti naquele momento que não tive dúvidas de que a alegria que estava sentindo era uma resposta diretamente do alto para mim... a partir disto já marquei meu batismo e me batizei e me sinto honrada e especial, por os missionários não terem desistido de mim... mas ainda assim, questionava muitas coisas, não acreditava em outras, achava prepotência alguém dizer no púlpito que esta era a igreja verdadeira... Quando procurei compreender realmente, as respostas vieram de pouco a pouco... comecei a adquirir o meu próprio testemunho e compreensão do evangelho... as peças de um grande quebra-cabeça começaram a se encaixar, cada uma em seu devido lugar e isto ia me emocionando cada vez mais e aumentando meu testemunho... e hoje digo com toda certeza de meu coração e de minha alma que eu realmente sei que Cristo vive, que esta Igreja é verdadeira e este evangelho é o mais puro e único que se possa existir... Amo por demais esta Igreja e os ensinamentos que nela recebo, principalmente as bençãos e revelações... não poderia JAMAIS dizer o contrario, pois minha vida e toda minha mudança, se baseia integralmente e unicamente à ela e ao amor que sinto de que Cristo morreu por mim também... Já me magoei muito, já pensei em desistir, mas o meu amor por Ele não me deixa... porque sei que Cristo me deu nova vida, e eu por tão pouco deixá-la? Não!!! Passei a compreender mais as pessoas que me magoaram, comecei a ver que estamos cada um de nós na igreja para aperfeiçoarmos: nosso modo de amar, nossa conduta, nosso relacionamento com o próximo e até conosco mesmo... cada um tem seu tempo e grau de aprendizagem, mas cada um tem condições de serem melhores, não melhores de que ninguém, mas melhores de si mesmos... já entrei em vários sites anti-mormons, e me deparei com coisas que me revoltaram demasiadamente e outras até que quase me convenceram, mas o meu testemunho foi maior, o meu amor por Cristo foi maior, que senti pena destes que se esforçam tanto para destruir a imagem da igreja, mas mal sabem eles que refinam mais as pessoas que buscam a verdade... refinam nosso conhecimento e união com o Senhor, porque a resposta vem Dele, e pelo sentimento que se tem ao entrar em alguma coisa contrária a tudo que sabemos, já diz tudo, que não é do Senhor... Sei que falta algumas peças para se encaixarem deste imenso quebra-cabeça, mas sei que respostas virão, cada uma no tempo que eu estiver preparada para recebê-las... e não deixarei de orar, de seguir Seus mandamentos, de obter Suas bençãos através do Sacramento e fazer tudo o que estiver ao meu alcance para ser uma pessoa melhor e um dia quem sabe, estar preparada para me encontrar com Ele nas mansões celestiais...

Rebeca em 05/02/2015

Engraçado como todos os membros são super firmes e fortes em seus testemunhos com suas familias perfeitas e super bem estruturadas, (familia como a igreja considera: marido, esposa e filhos)... Assim é fácil ter fé pra superar o descaso de outros membros e suas ofensas, afinal vc pode tudo quando tem uma familia dentro da igreja. Só espero que nunca tenham o dissabor de perder tudo que vc construiu um dia, incluindo sua família, tudo perde o sentido...não há fé que suporte as dores das surras e rasteiras que a vida dá, principalmente quando os seus próprios \"irmãos\" em Cristo te viram as costas quando vc mais precisa e te ignoram completamente....como se vc nunca tivesse existido. Só queria ver uma pessoa que já tenha passado por tudo isso e que ainda permaneça na igreja...mesmo amando o evangelho, é simplesmente insuportável, não se deve julgar, apenas deixe que o Senhor saberá o que se passa no coração e mente de cada um.


Luiz Botelho

Olá Rebeca,

Minha intenção no artigo não é menosprezar os sentimentos daqueles que se afastaram ou julgá-los, mas oferecer uma perspectiva que dê espaço à reflexão. Sinto muito pelos infortúnios que sofreu por decisões de outras pessoas. No último dia todas as pessoas terão de prestar contas de suas ações. Tanto ofensores como ofendidos e nesse dia, o julgamento será justo. Abraço!

Everaldo da Silva em 04/02/2015

Sou membro afastado na Ala do Janga- Pau Amarelo - Fui Batizado e vivi plenamente o evangelho, sem mais ou menos, pelo menos na minha visão, fui perdendo a fé, comecei a ter pequenos momento de sonos, tenho um problema horrível de ronco e cada vez que cuxilava , dava uma rocada e os membros começaram a rir desfaçadamente e fui ficando envergonhado e hoje amo a doutrina mais não frequento a igreja. Sei que não é um grande motivo, mas sinto-me enfraquecido.


Luiz Botelho

Olá Everaldo, Responderei sua mensagem individualmente por email. Abraço!

Dora Barbosa em 04/02/2015

As pessoas pedem tempo acusando o que não se permiti mudaram razão pela qual Cristo respondente er pela oração mas ninguém quer falar e ouvir a voz do espirito santo.Siga enfrente faça a bondade transparecer no seu dia a dia ame o Salvador e seja feliz p sempre.

Dora Barbosa em 04/02/2015

Plenamente de acordo com os conselhos dom Elder A.Bednar

Ane em 04/02/2015

E qd vc é mulher e passou de uma certa idade (23, pq com 23 vc já tá velha gagá) e não param de falar q vc não tem mais jeito, que não há mais solução, que vc não vai casar e blá blá blá... realmente é muito ofensivo sim! Acho que os membros sem noção pegaram esse discurso do Elder Bednar e levaram para o lado deles, ou seja, \"se se ofender é uma escolha do objeto, eu tenho o direito de falar o que quiser, pq agora o problema é dele e eu estou justificado pelo Élder Bednar\". É isso que está acontecendo. E aí vc começa a se perguntar se vc quer realmente viver e criar família naquela loucura toda, com gente tão sem educação e sem respeito. E aí vc faz uma escolha de não querer ir. Maaaaaaaaas, como ninguém entende esse motivo, chamam a pessoa de infiel, pecadora, bobinha, falha, indigna e por aí vai... Complicado


Luiz Botelho

Olá Ane, Responderei sua mensagem individualmente por email. Abraço!

Dirce em 04/02/2015

Achei muito interessante a materia, realmente muitos de nòs temos problemas com os membros (eu sou uma, rsrsr) mas isso nao tira meu testemunho de que a igreja è verdadeira, NADA nem NINGUEM me tira esse testemunho, e com relaçao às pessoas que falam mal da igreja, uma das coisas que eu ensinei a minha é: SEMPRE RESPEITAR AS OUTRAS RELIGIOES E AS OUTRAS DOUTRINAS, é o que nòs como filhos de um mesmo Pai (DEUS) esperamos e desejamos que TODOS façam o mesmo.

Jose em 19/01/2015

Kkkkkkk, me divirto com essas bobagens que vcs falam. Existem doutrinas de demonios no mormonismo que eram Aceita no, passado e hj são abominações. Emdepois esses liderem pateticos ficam falando asneiras para proteger essa Seita. Me poupem!!!!


Luiz Botelho

Olá José, Você tem o direito de ter a sua crença e opinião e eu a respeito, apesar de não respeitar as nossas crenças. Se tiver algo a compartilhar além de acusações vagas e palavras hostis, fique a vontade para fazer pelo formulário de contato e terei prazer em responder. Abraço!

ROSA SUZARTE em 12/01/2015

QUANDO NÃO SE TEM UM VERDADEIRO TESTEMUNHO DESISTE FÁCIL E TUDO É MOTIVO DE CULPAR QUALQUER COISA QUE ACONTEÇA, A IGREJA É VERDADEIRA ESTAMOS NELA PARA SERVI AO SENHOR E NO PROPÓSITO DE UM DIA VOLTAR A PRESENÇA DO NOSSO PAI CELESTE JUNTAMENTE COM NOSSOS FAMILIARES,SE POR QUALQUER COISA DESISTIRMOS QUEM PERDE É QUEM DESISTE!!!

Rog em 08/01/2015

Tem razão que esses são os principais motivos. Existe porém outro motivo, que é bem diferente de \"Não Compreender a doutrina\", mas é quando você estuda e ora o suficiente para compreender a falsidade por trás delas. Quando você deixa de ignorar tudo que você acha que é apenas mais uma \"doutrina anti-mormon\" e percebe que realmente você está enganado. Não é necessário ter nenhuma formação ou ser muito instruído para perceber os problemas e mentiras por trás da doutrina mórmon e dos falsos profetas, apenas deixar de ver apenas o que interessa nas escrituras.


Luiz Botelho

Olá Rog, Respeito sua opinião, mas discordo de seu ponto de vista. Não creio que estudos sinceros das escrituras podem ser feitos "para compreender a falsidade por trás dela", como você afirmou. Concordo que alguns pontos do Evangelho são de difícil compreensão mas discordo de sua postura de que se algo não é compreendido no momento é portanto falso. De qualquer forma, obrigado por seu comentário e fique a vontade para enviar questões específicas se desejar. Abraço,

ademir souza em 05/01/2015

tudo é dificil,mas com fé no pai e no filho,abençoado pelo espírito santo tudo se resolve

LEDA ROCHA DA SILVA em 01/01/2015

TEM UM GRANDE FUNDO DE VERDADE, PIOR É QUEM TÁ NO ALTAR E SANTIDADE DENTRO DA IGREJA PURO E SANTO E LÁ FORA PINTA O SETE E BORDA O OITO, ME AINDA JULGA QUEM TA FORA E AINDA SE COMPORTA NAS VISITAS COM COMPORTAMENTO PIOR DE QUEM ESTAR VIVENDO NO MUNDO. DESABAFO.

Adelson SIlva Soares Costa em 01/01/2015

Muito bem explicado, realmente são fatos bastantes importantes a serem estudados para que não nos afastemos. Espero que muitos possam ler seus argumentos e se fortificarem no evangelho. Abraço.


Luiz Botelho

Ogrigado Adelson. Fico feliz em saber que o artigo foi útil de alguma forma. Grande abraço!

juliane sousa guimaraes em 31/12/2014

eu me afasteiquando tinha tres anos de membro mais vi que nao ale apena dessistir do evangelho por causa dos . eu sei ue o evangelho é restaurado e verdadeiro