E Se Jesus Não Houvesse Realizado a Expiação? | Intérprete Nefita
Logo

E Se Jesus Não Houvesse Realizado a Expiação?

E Se Jesus Não Houvesse Realizado a Expiação?

Certa vez em uma manhã de Domingo, um jovem portador do Sacerdócio se preparava para administrar o sacramento como em muitas outras ocasiões. Ao retirar a toalha branca, para sua surpresa e infelicidade, não havia pão na bandeja. Um dos rapazes, visivelmente afoito, correu para a cozinha na esperança de encontrar pão para a ordenança, mas não havia nenhum. Finalmente, o rapaz se dirigiu ao Bispo e o informou da situação.

O sábio Bispo então se levantou, explicou o problema para a congregação e perguntou: "O que seria de nós se a bandeja do sacramento estivesse vazia hoje porque não houve a Expiação?"

Essa talvez seja uma das mais importantes questões do Evangelho a serem refletidas por todos que se denominam discípulos de Cristo. A resposta para a pergunta revela nossa completa dependência ao Salvador e sua graça transformadora.

Quais seriam então as consequências? E se não houvesse pão porque não houve crucificação nem água porque não houve o sangue do Sacrifício do Salvador?

Não Haveria Ressurreição

O domínio completo da morte sobre o homem seria questão de tempo. A esperança de viver novamente seria um vago desejo e eternidade seria abstrata e irreal. Jacó ensinou este princípio no Livro de Mórmon declarando:

"Portanto é necessário que haja uma expiação infinita—porque se a expiação não fosse infinita, esta corrupção não poderia revestir-se de incorrupção. Portanto o primeiro julgamento que recaiu sobre o homem deveria ter durado eternamente. E se assim fosse, esta carne teria que apodrecer e desfazer-se em sua terra mãe, para não mais se levantar"[1]

Paulo, também sobre isso afirmou:

"Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo."[2]

Nossos Espíritos Estariam Sujeitos ao Domínio de Satanás

Sem o poder proveniente da Expiação, a luta contra o pecado e tentação contaria apenas com nossa própria força de vontade. Sem o apoio divino, não haveria perspectiva ou visão eterna do que buscamos nos tornar. Sem perspectiva eterna, pecado assumiria o controle, tornando-nos escravos de nossa natureza decaída.

Jacó declarou:

"(...)nossos espíritos estariam à mercê daquele anjo que caiu da presença do Eterno Deus e tornou-se o diabo, para não mais se levantar(...)"[3]

Seríamos Eternamente Afastados da Presença do Senhor

Nada impuro pode habitar na presença do Senhor e somente pela Expiação e graça de Cristo pecados podem ser perdoados e pecadores transformados. Sem a Expiação, não haveria os meios necessários pelo qual os filhos de Deus poderiam retornar ao lar Celestial e nossa condição decaída seria um obstáculo intransponível em nossa rota a vida eterna.

No mesmo discurso Jacó novamente ensinou: 

"(...)a fim de sermos afastados da presença de nosso Deus e permanecermos com o pai das mentiras, em miséria, como ele mesmo"[4]

Teríamos Que Suportar o Tormento Eterno

Poucas dores emocionais nessa vida são tão difíceis de suportar como a dor do peso do pecado. Sem a Expiação, arrependimento perderia seu significado transformador e passaria a ser apenas uma vaga mudança de atitude ou comportamento.

O pecado pode apenas ser perdoado e sua dor removida do pecador, por causa da Expiação e Graça de Cristo. Sem isto, nossas mentes e corações sofreriam a cada minuto a dor da escolha mal feita no passado e o sentimento desesperador sentido por aqueles que fariam ou dariam qualquer coisa para retornar e consertar o mal que fizeram a outros e a si mesmo.

O próprio Salvador explicou a amplitude de tal sofrimento quando declarou:

"Sofrimento que fez com que eu, Deus, o mais grandioso de todos, tremesse de dor e sangrasse por todos os poros; e sofresse, tanto no corpo como no espírito—e desejasse não ter de beber a amarga taça e recuar".[5]

Não Haveria Esperança

O Apóstolo Paulo confirmou nossa completa dependência da Expiação ensinando:

"E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé(...)e ainda permaneceis nos vossos pecados(...)[e] Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens".[6]

Se não houvesse existido uma Expiação, "Todo o propósito da criação da Terra e nossa vida sobre ela falharia".[7]

Sem a Expiação de Jesus Cristo, cada amanhecer seria um lembrete de que um dia o Sol não mais brilharia, cada adeus, uma realidade imutável, cada momento a mais, um momento a menos, cada morte uma tragédia, cada nascimento uma tragédia em embrião. 

A concepção de tal mundo é triste e desoladora mas felizmente, há um Cristo, há uma Expiação infinita para todos os filhos de Deus e seu poder é acessível aqui e agora. Por causa da Expiação vidas serão restauradas, pecados se tornarão passado, pecadores purificados, familiares serão reencontrados e felicidade finalmente deixará de ser um anseio para o futuro e passará a ser um eterno agora.

Clique no link abaixo e curta a página oficial do Intérprete Nefita no Facebook:

Facebook Intérprete Nefita

Fontes:

[1] 2 Néfi 9:7
[2] 1 Coríntios 15:22
[3] 2 Néfi 9:9
[4] 2 Néfi 9:9
[5] D&C 19:18
[6] 1 Coríntios 15:14,17,19
[7] Marion G. Romney, Conference Report, October 1953, pp. 34-36

Escrito por: Luiz Botelho em 14/01/2015




DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:Email:

Comentário:


COMENTÁRIOS

Danilo A. L. Beraldo em 04/03/2015

Exelente artigo! Parabéns pelas palavras, e que inspire a todos sempre...

Rodrigues em 16/02/2015

A palavra de Deus e fiel. obediência e ó lé mi