Como pode haver um Mundo Espiritual se Ecl 9:5 nos diz que os mortos não estão cônscios de nada? | Intérprete Nefita
Logo

Como pode haver um Mundo Espiritual se Ecl 9:5 nos diz que os mortos não estão cônscios de nada?

Como pode haver um Mundo Espiritual se Ecl 9:5 nos diz que os mortos não estão cônscios de nada?

Pergunta:

Olá,

Gostaria de sua ajuda sobre uma escritura em Eclesiastes que as Testumunhas de Jeová usam frequentemente. Eclesiastes 9:5 diz que depois que morremos retornamos ao pó e o espírito retorna a Deus e somos entregue ao esquecimento. Como podemos associar este princípio com a doutrina Mórmon do Mundo Espiritual?

César
 



Resposta:

Olá César,

Uma crença forte das Testemunhas de Jeová, é de que nada sobrevive à morte do corpo. Não acreditam em vida após a morte e interpretam tal versículo de Eclesiastes de maneira a indicar que a morte é o "fim" da existência humana, até que todos venham a ressurgir na ressurreição.

No entanto, outros versículos da Bíblia quando analisado sob este mesmo prisma, demonstram que tal interpretação não pode estar correta. 

1 Pedro 3:18-20 é claro ao ensinar que durante os três dias em que esteve morto, Jesus "pregou aos espíritos em prisão", pessoas que haviam sido "rebeldes" nos tempos de Noé. Se o Espírito morre e a consciência do homem desaparece como afirmam as Testemunhas de Jeová, pra quem Jesus esteve pregando? Como o próprio Jesus poderia pregar, visto que estava morto?

1 Pedro 4:6 ensina novamente que o "Evangelho foi pregado aos mortos." Como poderia ser o Evangelho pregado aos mortos se suas consciências houvessem desaparecido?

Lucas 23:42-43 demonstra as marcantes palavras de Jesus na cruz ao ladrão que estava ao seu lado, quando disse: "Hoje estarás comigo no paraíso". Sendo que Jesus permaneceu morto por 3 dias, como poderia ele ter se reunido com o pecador arrependido, caso não houvesse vida após a morte? 

Estes exemplos demonstram de maneira prática que o ensinamento do mundo espiritual era muito mais comum para as pessoas da época do que parece. Dessa forma, como devemos interpretar Eclesiastes 9:5,6 que diz:

"Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento. Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol."

Tendo em vista os versos citados anteriormente, e tendo em mente o claro ensinamento da Igreja de que a morte é uma separação do corpo físico e corpo espiritual, fica evidente que o verso de Eclesiastes se refere apenas ao corpo físico. Este sim não está consciente de absolutamente nada, nem sente nada e nem tem parte em mais nada nessa vida, visto que sem o espírito, é morto e inanimado.

Abraço,

IntérpreteNefita