Ouvi Dizer Que Houve uma Relação da Igreja com a Maçonaria no Passado. E Agora? | Intérprete Nefita

Ouvi Dizer Que Houve uma Relação da Igreja com a Maçonaria no Passado. E Agora?


Por Lukas Montenegro 05 de Fevereiro de 2019
Ouvi Dizer Que Houve uma Relação da Igreja com a Maçonaria no Passado. E Agora?

PERGUNTA:

Descobri que houve uma relação da Igreja com a Maçonaria no passado. Aparentemente, vários líderes pioneiros e inclusive o profeta Joseph Smith filiaram-se a essa organização. Como isso é possível, considerando todas as coisas terríveis que se fala sobre a maçonaria por aí?

RESPOSTA:

Com a publicação recente de um artigo na seção "Tópicos" do site lds.org, muitas pessoas tem tido essa dúvida. Para melhor responder essa pergunta, é necessário uma rápida revisão sobre quem são os maçons.

A Maçonaria é uma organização filosófica com raízes no mundo antigo, e que foi reorganizada (ou criada nos tempos modernos) por volta do ano de 1700. É importante salientar que ela não é um grupo religioso ou uma religião. Ao longo de sua história, ela atraiu à suas lojas (nome de seus locais de reunião), personalidades famosas do âmbito político, religioso e científico. Para citar algumas, temos a maioria dos fundadores dos Estados Unidos da América, os imperadores D. Pedro I e D. Pedro II, o famoso cientista Isaac Newton, e alguns dos líderes pioneiros da Igreja de Jesus Cristo.


Para entrar na organização, é necessário votação dos que já são membros. Os candidatos devem ter uma crença religiosa, ser  cidadãos de bem e ser autossuficientes.  O iniciado faz um voto de manter secreto tudo o que aprender e participar. O rito escocês (ramo mais tradicional da organização),  constitui-se de uma estrutura de trinta e três niveis ou graus. Para "avançar" nesses graus, é necessário ao membro passar por uma série de estudos, cerimônias simbólicas (muitas das quais encenam momentos históricos) e realizar ações autruístas e filantrópicas. Além do auto-conhecimento, purificação e desenvolvimento pessoal, a maçonaria tem a caridade como um ponto alto de sua ideologia. 


A relação entre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias com os maçons é a mais simples possível: assim como membros da Igreja são livres para se filiar a clubes e museus, também podem filiar-se a maçonaria. Membros que decidam pela filiação (assim como a qualquer outro grupo), devem lembrar-se da pergunta da entrevista para obter uma recomendação para o templo: para entrar na casa do Senhor, não podem se afiliar a nenhum grupo que pregue ou aja de maneira contrária a doutrina da Igreja. 


Historicamente, muitos líderes pioneiros da Igreja, tais como Joseph Smith, seu irmão Hyrum e Brigham Young, afiliaram-se a organização quando esta estabeleceu-se em Nauvoo no começo da década de 1840. Nessa mesma época, o Senhor revelou ao profeta os princípios e práticas relativos a investidura do templo. Muitos dos irmãos que receberam a investidura na época (e que também eram maçons), identificaram algumas similaridades entre as duas; todos porém testificaram que a investidura veio por meio de revelação de Deus ao profeta. As similaridades foram atribuidas a resquícios da verdade original sobre as investiduras, reveladas no passado, e que foram preservadas dentro das cerimônias maçônicas. Institucionalmente, a igreja não possui laços de nenhuma natureza oficial com a maçonaria. Ela não se negaria, contudo (assim como não se nega com nenhuma outra organização) a fazer parcerias que visam abençoar a vida das pessoas, como projetos humanitários, etc. 


O que causa maior desconforto em imaginar uma "relação entre a igreja e a maçonaria", em muitas pessoas, são todas as mentiras e histórias inventadas a respeito dessa organização ao longo do tempo. Os preconceitos referentes a maçonaria começaram devido a sua natureza reservada, mantendo em segredo os ritos por trás de suas portas. Essa política mais isolacionista intensificou-se durante a Segunda Guerra Mundial, onde os maçons foram implacavelmente perseguidos pelo nazismo, por serem abertos defensores da liberdade e dos direitos humanos. Dessa atmosfera "secreta", surgiram todas as conspirações mentirosas conhecidas, que vão desde pactos satânicos, a planos para governar o mundo. Nada disso é, contudo, condizente com os valores nobres e as personalidades honradas que se afiliaram ao longo dos anos. As mesmas especulações hostis também são dispensadas a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por manter suas sagradas cerimônias dos templos, em segredo. 

 

REFERÊNCIAS USADAS:

1. MORRIS, S. B., "The Complete Idiot's Guide for Freemansory", 2006.

2. "Tópicos de História da Igreja: Maçonaria", acessível no link: https://www.lds.org/study/history/topics/masonry?lang=por



COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

© 2019 Intérprete Nefita. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prudente Empresas