Mórmons, Liberdade Religiosa e Homossexualidade | Intérprete Nefita
Logo

Mórmons, Liberdade Religiosa e Homossexualidade

Mórmons, Liberdade Religiosa e Homossexualidade

No dia 27 de Janeiro de 2015, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em um pronunciamento oficial e "histórico", expôs sua posição sobre um dos temas mais debatidos da atualidade: Encontrar meios pelo qual liberdade religiosa e direitos LGBT possam coexistir.

O pronunciamento "histórico" e "bombástico" da Igreja só é novo para a porção sensacionalista da mídia que deseja desesperadamente atenção ou para indivíduos que pouco ou nada conhecem sobre os ensinamentos, doutrina e história da Igreja.

Durante o pronunciamento oficial, o Elder Todd Christoferson sobre isso declarou:

"Para aqueles que acompanham a Igreja de perto ou possuem familiaridade com seus ensinamentos e posições em vários assuntos sociais, será claro que não estamos anunciando mudança alguma nos ensinamentos doutrinários da Igreja. Mas estamos sugerindo um meio de seguir adiante, no qual aqueles com diferente perspectivas sobre estes complexos assuntos possam unidos, buscar soluções que serão justas para todos."[1]

Em uma época de grande contenda de opinião e conflitos entre grupos religiosos e movimentos LGBT, a mensagem da Igreja não poderia ser mais clara. Neill F. Marriott, que serve na Presidência Geral das Moças esclareceu esse ponto afirmando:

"O debate o qual nos referimos hoje é sobre como assegurar direitos a alguns, sem remover o direito de outros."[1]

Em outras palavras, desejamos que o direito de exercer nossa fé seja protegido e respeitado, assim como respeitamos e "concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os adorar como, onde ou o que desejarem."[2] Não buscamos benefícios ou privilégios especiais, mas a manutenção de leis que protejam a liberdade de escolha de todas as pessoas.

Essência do pronunciamento da Igreja

O Elder Dallin H. Oaks não anunciou, mas definiu a sólida e nada nova posição da Igreja com relação ao que defendemos:

"1. Declaramos em favor de todos o direito dado por Deus e também constitucional de viverem a sua fé de acordo com os ditames de sua própria consciência, sem prejudicar a saúde ou segurança de outros. 

2. Reconhecemos que a mesma liberdade de consciência deve ser aplicada a homens e mulheres em todos os lugares para que possam seguir a fé religiosa de sua escolha, ou nenhuma se assim decidirem. 

3. Acreditamos que leis devem ser formuladas para alcançar um equilíbrio, protegendo a liberdade de todas as pessoas, ao passo que respeitamos aqueles com valores diferentes.

4. Rejeitamos perseguição e retaliação de qualquer espécie, incluindo perseguição baseada em raça, etnicidade, crenças religiosas, circunstâncias econômicas ou diferenças de gênero ou orientação sexual."[1]

Interpretação de Fatos vs Fatos

O Jornal "O Globo" em artigo publicado um dia após o pronunciamento, comentou a posição da Igreja, com um visível ar tendencioso de quem não está comprometido com a verdade e fatos[3]. Segue abaixo algumas partes do artigo extraídos da matéria oficial e comentários do IntérpreteNefita:

Jornal O Globo: "A Igreja Mórmon fez um apelo, nesta terça-feira, para que sejam criadas novas leis que protejam gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros da discriminação, mas sob uma condição: essas leis também devem, de alguma forma, proteger o direito de quem manifesta sua crença religiosa em relação aos LGBT."

Comentário IntérpreteNefita: Não Jornal O Globo. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias não está fazendo "apelo" algum, mas reforçando uma posição de defesa à liberdade de consciência que é pregada desde 1835 e citada claramente em D&C 134. A Igreja não defende leis que protejam os direitos básicos LGBT "sob uma condição", mas reforça que leis devem existir paralelamente e de maneira independente. Em outras palavras, defendemos os direitos básicos de gays e lésbicas porque eles também são filhos de Deus. Tal defesa não provém como moeda de troca para nossos próprios direitos.

Jornal O Globo: "Os líderes mórmons, no entanto, não explicaram como seria estabelecido esse limite entre os direitos dos homossexuais e a liberdade religiosa(...)"

Comentário IntérpreteNefita: Naturalmente não é dever da Igreja explicar como leis seculares e medidas políticas devem ser implementadas e administradas. O propósito da Igreja é salvar almas e abençoar os filhos de Deus, e não ensinar governos a executarem seu próprio trabalho. Entretanto, é natural que a Igreja se posicione sobre assuntos controversos e alerte o mundo sobre suas consequências.

Jornal O Globo: "(...)também não está claro o que a igreja pretende com essa campanha"

Comentário IntérpreteNefita: É difícil compreender que parte essa porção da mídia não entendeu ou fingiu não entender. O Elder Jeffrey R. Holland no mesmo pronunciamento tornou absolutamente claro o que a Igreja "pretende":

"Precisamos encontrar maneiras de demonstrar respeito por outras pessoas, cujas crenças, valores e comportamento diferem de nossos próprios, ao passo que jamais sejamos forçados a negar ou abandonar nossas próprias crenças, valores e comportamento no processo."

O Elder Jeffrey R. Holland ainda declarou:

"Todos os direitos de um cidadão são melhores assegurados, quando cada pessoa e grupo, asseguram a outros aqueles direitos que desejam que lhes sejam assegurados."

Jornal O Globo: "(...)a novidade foi comemorada, depois de anos de esforços inúteis de ativistas LGBT para criar leis anti-discriminação."

Comentário IntérpreteNefita: Como mencionado anteriormente, o pronunciamento somente é novidade para aqueles que pouco sabem do que estão falando. A Igreja ensina que a prática homossexual é pecado, não o sentimento involuntário de atração pelo mesmo sexo. Isto não é uma "novidade", mas tem sido enfatizado por mais de uma década, muitos anos de toda essa agitação generalizada atual ter iniciado.

Jornal O Globo: "Segundo James Esskes, que dirige o projeto LGBT da American Civil Liberties Union, a Primeira Emenda, que protege a liberdade religiosa, “não dá a qualquer um de nós o direito de prejudicar os outros, e é assim que soa a proposta da Igreja Mórmon — ela permitiria que um médico se recusasse a cuidar de uma lésbica por causa de sua crenças religiosas, por exemplo”.

Comentário IntérpreteNefita: James Esskes está correto ao afirmar que a lei atual que protege a liberdade religiosa "não dá a qualquer um de nós o direito de prejudicar os outros", mas sua implicação de que tal emenda defendida pela Igreja permitiria a um médico recusar ajudar um paciente devido a sua orientação sexual é desatrosa e tendenciosa, pelo menos de um ponto de vista Mórmon. A conclusão é errônea porque o próprio objetivo da Igreja ao se pronunciar é apoiar leis que protejam a vida de todos os cidadãos independente de crenças ou orientação sexual. 

Jornal O Globo: "A campanha, no entanto, é o mais recente exemplo de uma mudança de tom em relação aos direitos dos homossexuais(...) A religião tem se afastado de sua dura doutrina nos últimos anos, e tem pregado a aceitação de gays e lésbicas, agora que o casamento gay é legal no distrito de Washington e em 36 estados americanos, incluindo Utah."

Comentário IntérpreteNefita: Não Jornal O Globo, a Igreja de Cristo não faz "campanha" e "não tem se afastado de sua dura doutrina nos últimos anos". A doutrina de Cristo atual com relação a gays e lésbicas continua a mesma, condenando a prática homossexual e lutando contra o pecado, nunca contra o pecador.[5]

Para uma abordagem mais detalhada sobre a posição da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias com relação à Homossexualidade, clique aqui:

Como Lidar com Atração Pelo Mesmo Sexo

Conclusão

Em uma época onde a instituição da família e valores morais tem sido bombardeados pelos ventos inconstantes das filosofias humanas e falso senso de moralismo, resta a nós manter-nos constantes e inamovíveis naquilo que sabemos ser verdade, respeitando a todos os nossos irmãos e lutando contra a parcialidade e injustiça para com qualquer indivíduo ou grupo.

Tempos difíceis vem pela frente e aqueles que possuem familiaridade com os fatos da vida pré-mortal reconhecerão no cenário atual o padrão utilizado por Satanás para gerar contenda, descreditar a Doutrina de Cristo e semar debates que visam oprimir a liberdade de escolha e tornar obscura a desastrosa, porém certa, consequência de tais atos para o mundo.

Clique no link abaixo e curta a página oficial do Intérprete Nefita no Facebook:

Facebook Intérprete Nefita

Fontes:

[1] LDS Church news conference about religious freedom, nondiscrimination; 27 de Jan 2015 (http://www.mormonnewsroom.org)
[2] Regras de Fé 1:11; History of the Church (História da Igreja) 4:535–541; lds.org
[3] Líderes da Igreja Mórmon pedem leis que protejam os homossexuais; 28 de Jan 2015; http://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/lideres-da-igreja-mormon-pedem-leis-que-protejam-os-homossexuais-15171197#ixzz3QEUsPJFu 
[4] Moisés 1:39
[5] Como Lidar com Atração Pelo Mesmo Sexo; Luiz Botelho; Interpretenefita.com, baseado no site oficial www.mormonsandgays.com

Escrito por: Luiz Botelho em 29/01/2015




DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:Email:

Comentário:


COMENTÁRIOS

Gabriela em 29/06/2015

Olá Luiz Botelho. Também gostaria que me enviasse o e-mail que envio ao Fábio, passei e passo pela mesma situação que a dele e penso também como ele. Sempre o que se houve dentro da igreja é que se deve suportar, é fácil falar isso quando você é homem, sente atração por mulher e tem uma mulher do seu lado todos os dias, ou vice versa, mas ninguém sabe o que passamos na pele.


Luiz Botelho

Olá Gabriela,

Encaminhei para você o email solicitado. Sinta-se à vontade para comentar ou enviar novas questões.

Abraço

Diógenes de Castro em 27/06/2015

Muito bom esse artigo. Bastante esclarecedor e útil para os dias que estamos vivendo.

Lopes em 09/06/2015

O Senhor não segue modas, é imultável, não é homem mortal que segue tendencias ou pressões!! O Evangelho é tão verdadeiro, perfeito e maravilhoso que as pessoas querem fazer parte dele custe o que custar!! Mas os padrões do Senhor não mudam, e como essas práticas eram abominação no passado, continuam sendo hoje!! Independente do que os homens axem

Raimundo N. Soares em 08/02/2015

retificando a mensagem que foi incompleta: Quando afirmamos pertencermos a Unica Igreja Verdadeira e que as demais sâo do Demônio. Acredito que estamos nos posicionado com exclusividade tirando o direito das demais


Luiz Botelho

Olá irmão Raimundo,

A única coisa que gostaria de comentar é que a Igreja não afirma que todas as demais Igrejas são do demônio como você afirmou. A Igreja proclama ser uma restauração de todas as partes e do Sacerdócio, enquanto outras Igrejas possuem fragmentos e em muitos casos, realizam trabalhos maravilhosos. Não podemos ser tão radicais e egocêntricos. Abraço!

Paulo Rogério em 08/02/2015

Excelente texto!

Rosemeire Lippa em 05/02/2015

Está é a igreja de Cristo ela aceita a todos seja quem for a vir a Cristo, pelo arrependimento e batismo. Respeita os direitos e leis, não fazemos distinção de pessoas, pois somos todos filhos do pai celestial. Queremos ajudar nossos irmãos a serem salvos e ganharem vida eterna, mas temos o dever de falar a verdade, os mandamentos de nosso pai e os ensinamentos que temos através das escrituras,revelação pessoal, sabemos que pecado é pecado e ponto final, cada pessoa é livre para fazer oque quiser para isso o senhor nós deu o livre arbítrio, quer pecar tudo bem, mas querer impor a sua vontade os seus desejos acima da vontade e dos mandamentos do senhor não, quem é fiel ao pai servo, cumpridor dos mandamentos e defensor da verdade e virtude, não pode ser punido, mau tratado ferido na sua fé e nos seus direitos, as pessoas precisam se respeitar, precisa haver o amor, compaixão, educação não podemos em nome da nossa felicidade, sair passando por cima dos outros. Ferindo o direito do outro, se fossemos fazer tudo que da prazer, vontade, ou que passa pela cabeça seria um terror. Precisamos ter controle sobre nosso corpo, nossas ações caso contrário, seremos escravos do que nos afasta de nosso pai celestial. Testifico que a felicidade verdadeira eu só encontrei no evangelho e na igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos Dias, através de minha fé e conversão.

Alice Santana em 04/02/2015

Gostei muito da iniciativa. Texto de boa qualidade e bem embasado. De fato O Globo não nos representa!!!

susana pereira dos santos em 31/01/2015

AMO O EVANGELHO DE CRISTO, SOU FELIZ POR SER MÓRMON, POIS NÃO TENHO DÚVIDAS DAS VERDADES ENSINADAS. TENHO UM FILHO GAY, E O RESPEITO, E O AMO E SEI QUE O PAI CELESTIAL O AMA. MAS SEI QUE MEU FILHO ESTA EM PECADO, POIS O CASAMENTO FOI DETERMINADO POR DEUS ENTRE UM HOMEM E UMA MULHER FORA DISSO É PECADO.

Andressa em 31/01/2015

É bom ter uma \"tradução\" do que foi publicado pelo Globo. Obrigada pois essa é nossa crença e qualquer coisa diferente disso não vem do Pai Celestial.

santina marcelo em 31/01/2015

sou membro da igreJA mormon sou muito feliz o jornal globo quis por palavras ,na boca deles que eles nao tinham falado , nao devemos maltratar ninguem seja eles quem forem foi isto ,que eles quis dizer e nao que eles aceitao o pecado temos que amar a todos

Fábio em 30/01/2015

Fui membro da igreja por muitos anos e decidi me desassociar quando percebi que a doutrina ensinada sobre a homossexualidade em nada ajuda os homossexuais, pelo contrário, espera que eles reprimam aquilo que é natural e que convivam nesse verdadeiro inferno. Depois de apelar para o bispo, presidente de estaca e presidência de área e receber de todos a mesma resposta (ou seja, suporte!) resolvi sair e estou muito bem agora. É óbvio que diante do crescimento das organizações LGBTs mundo afora e sem condições de manter todos sob controle, a igreja agora recebe \"revelações\" a respeito.


Luiz Botelho

Olá Fábio,

Respondi sua mensagem por email. Obrigado pelo contato.

Lidiane em 30/01/2015

Excelente !! Adorei o texto, muito claro e objetivo!!! parabéns

Flavia Prazeres em 30/01/2015

Nunca como Igreja fomos ensinados a desprezar ou ferir alguém q pense contrário a nós. Seguimos a Cristo e buscamos viver seus mandamentos, entre eles \\\"Ama o teu próximo como a ti mesmo.\\\"

Jefferson em 30/01/2015

O texto explica muito bem a posição que a Igreja sempre teve.

LUCIANO PUNTEL em 30/01/2015

EXCELENTE TEXTO: Claro, objetivo, posicionado.