É Possível Progredir de um Reino de Glória a Outro? | Intérprete Nefita
Logo

É Possível Progredir de um Reino de Glória a Outro?

É Possível Progredir de um Reino de Glória a Outro?

Pergunta:


Quando todas as pessoas forem julgadas e designadas para seus devidos Reinos de Glória, haverá alguma possibilidade de progresso entre reinos?
 


Resposta:


Olá,

Embora não haja uma posição oficial da Igreja com relação ao assunto, diversos líderes da Igreja se pronunciaram ou compartilharam perspectivas sobre o assunto. Tais perspectivas nem sempre estiveram em harmonia, o que é de se esperar quando especulamos sobre assuntos não revelados. O posicionamento de líderes da Igreja dão margem para três possibilidades:

1. Progresso entre reinos não é possível
2. Progresso entre reinos é possível
3. Progresso entre reinos será possível, mas os indivíduos que inicialmente herdaram a Glória Celestial sempre estarão a frente dos demais.

Segue abaixo uma compilação parcial de posicionamentos A FAVOR e CONTRA a ideia de progresso entre os Reinos de Glória:

Posicionamentos a Favor do Progresso Entre Reinos de Glória

"Os irmãos me orientaram a falar que a Igreja jamais anunciou uma doutrina definitiva sobre esse ponto. Alguns dos irmãos tem sustentado a perspectiva que no decurso do progresso é possível avançar de uma glória à outra, invocando os princípios de progresso eterno; outros irmãos tem se posicionado de maneira contrária. Mas como declarado, a Igreja jamais anunciou uma doutrina definitiva sobre esse ponto."[1]

"Não há qualquer época em que o Espírito seja velho demais para se aproximar de Deus. Todos estão sob o alcance da misericórdia perdoadora, caso não tenham cometido o pecado imperdoável."[2]

"Eu participei do círculo de oração no entardecer... Ao conversar sobre vários princípios, o Presidente Young disse que ninguém herdaria essa terra quando ela se tornar celestial e será levado à presença de Deus além daqueles que serão coroados como deuses e que foram aptos à suportar a plenitude da presença de Deus, com exceção do fato que seria permitido levar com eles alguns servos os quais eles seriam responsáveis. Todos os outros teriam que herdar outro reino, concordando com a lei que guardaram. Ele disse que eles eventualmente teriam o privilégio de provarem-se dignos e avançar para um reino celestial, mas seria um processo lento."[3]

"Se houvesse um ponto onde o homem em seu progresso não pudesse proceder a diante, a própria ideia lançaria angústia sobre cada criatura inteligente. O próprio Deus está crescendo e progredindo em conhecimento, poder, e domínio, e o fará por mundos sem fim. É a mesma coisa conosco. Estamos em provação, que se trata de uma escola de experiência."[4]

"Hiram [Smith] disse no dia 1 de Agosto de 1843 que aqueles da Glória Terrestrial irão avançar para a Celestial ou retroceder para a Telestial..."[5]

"É razoável acreditar, na ausência de revelação direta o qual por si só poderia nos dar um conhecimento absoluto sobre o assunto, que de acordo com o plano de Deus do progresso eterno, o avanço de nível a nível dentro de qualquer reino, e de reino a reino, será provido... Eternidade é progressiva; perfeição é relativa; a característica essencial do propósito da vida de Deus é Seu poder de crescimento eterno.[6]

Posicionamentos Contrários à Ideia de Progresso Entre Reinos de Glória

"Uma vez que uma pessoa entre nestas glórias haverá progresso eterno sob a linha de cada uma dessas glórias particulares, mas o privilégio de passar de uma a outra (apesar de talvez isto ser possível com alguns indivíduos fieis e portadores de dons especiais) não será provido."[7]

Joseph Fielding Smith disse, "Tem sido perguntado se é possível para alguém que herdar a glória Telestial avançar com o tempo para a glória Celestial. A resposta para essa pergunta é, não! As escrituras são claras com relação a esse ponto."[8]

"O Presidente Spencer W. Kimball concordou. Ele escreveu, 'Não há progresso entre reinos. Após uma pessoa ser designada para seu lugar no reini, seja ele Telestial, Terrestrial ou Celestial, ou para sua exaltação, ele jamais avançará de sua glória designada para outra glória. Isso é eterno. É por essa razão que devemos fazer nossas escolhas antes em nossa vida e por isso que é imperativo que tais decisões sejam corretas."[9]

"Eles nem progredirão de um reino para outro, nem um reino menor jamais chegará aonde um reino maior um dia esteve. O que quer que progresso eterno signifique, está dentro dentro de sua própria esfera."[10]

"Pois eles serão julgados de acordo com suas obras; e cada homem receberá, de acordo com suas próprias obras, seu próprio domínio nas mansões que estão preparadas; E serão servos do Altíssimo; mas onde Deus e Cristo habitam não poderão vir para todo o sempre."(D&C 76:111-112)

"Portanto, quando estão fora do mundo não se casam nem são dados em casamento, mas são designados anjos no céu, anjos esses que são servos ministradores, para ministrar em favor daqueles que são dignos de um peso muito maior, imensurável e eterno de glória. Porque esses anjos não guardaram minha lei; portanto, não podem crescer, mas permanecem separados e solteiros, sem exaltação, no seu estado de salvação, por toda a eternidade; e daí em diante não são deuses, mas anjos de Deus para todo o sempre. (D&C 132:16-17)

Conclusão

Embora seja possível sustentar um posicionamento com respaldo nas escrituras e palavras dos profetas para ambos os lados, fica claro que a resposta mais sensata para a questão é que simplesmente não sabemos. Se o progresso entre reinos é possível, talvez ele não seja revelado ou oficializado na tentativa de evitar a procrastinação em relação ao arrependimento na mortalidade, que segundo Alma é o "tempo para os homens prepararem-se para encontrar Deus." Se o progresso entre reinos não é possível, é igualmente razoável pensar que tal conceito poderia de certa forma desencorajar pessoas cujas famílias se separaram espiritualmente no decorrer da mortalidade.

A questão está aberta e provavelmente não será revelada na mortalidade. Ainda assim, a mais sábia abordagem certamente incluirá o compromisso de escolher o progresso aqui e agora.

Abraço!

Referências:

[1] -Secretary to the First Presidency in a 1952 letter; and again in 1965 (cited in Dialogue: A Journal of Mormon Thought, Vol. XV, No. 1, Spring 1982, pp.181-183)
[2] -Joseph Smith, Teachings of the Prophet Joseph Smith, p. 191
[3] -Brigham Young, Journal of Wilford Woodruff, 5 Aug 1855
[4] -Wilford Woodruff, Journal of Discourses Vol. 6:120, 6 Dec 1857
[5] -Hyrum Smith, transcribed by Franklin D. Richards in Words of the Prophet Joseph Smith, pg. 24 (CHO Ms/d/4409/Misc Minutes), 1 August 1843
[6] -James E. Talmage, The Articles of Faith, 1st Edition, 1899.
[7] -Joseph F. Smith, Improvement Era 14:87, November 1910
[8] -Doctrines of Salvation 2:31
[9] The Miracle of Forgiveness, pp. 243-244. (Also cited in The Teachings of Spencer W. Kimball, p.50; and Search These Commandments, 1984 ed., pp.81-82.
[10] Bruce R. McConkie, The Seven Deadly Heresies